sábado, 1 de novembro de 2008

POETA, POETISA!


CORA
CORALINA
CORAÇÃO
DE MENINA
D'ALMA
CRISTALINA
DE GOIÁS VELHO
NOS CHEGA
TENUE LUZ
DE LAMPARINA
PURO AZEITE
A ARDER
NO LIMIAR
DA VIDA
AO ILUMINAR
NOSSA ALMA
NA MATERNA
LINGUA
QUAL VERBO
ENCARNADO
POETA,
POETISA!


oldthomaz 30/out/2008

2 comentários:

gabriela disse...

parabens, otimos textos!

deivid junio disse...

cora coral
é linda a letra dessa senhora

PURO AZEITE
A ARDER
NO LIMIAR
DA VIDA

ficou bonito isso.